Página inicial‎ > ‎Poesias‎ > ‎Poesias‎ > ‎

Poesia - Náufragos e marinheiros - ©José Augusto M. de Andrade Júnior - 12/03/2004

Náufragos e marinheiros

José Augusto M. de Andrade Júnior - 12/03/2004

Por muitos mares naveguei...
Em muitos rochedos naufraguei
Quanta aflição, quanto medo sentí
Em quantas ilhas desertas fiquei


Como um velho marinheiro vejo agora
Tudo aquilo que aprendí
Sem querer, mesmo à
deriva, naveguei
Do meu porto seguro à procura


De náufrago a marinheiro
Fui pouco a pouco me transformando
Em cada porto, em cada ilha, erm cada naufrágio
Um parte de mim eu encontrei


Havia, pois, parte de mim
Em cada mar que naveguei
E só agora percebo
Que navegar é sempre preciso
E viver também é preciso
Pois navegar, mesmo à deriva,
Também é viver!


Comments